Doppelgangers

url

Como é incrível que em meio a correria urbana, alguns olhos descem ao detalhe…

Nunca concordei com as pessoas que dizem “Nossa, como vocês são idênticos”. Talvez Parmênides sentiria calafrio com essas palavras, mas não o culparia, porque compartilho de mesmo calafrio, mas por razões diferentes.

“Para falar a verdade, vocês tem diferenças, como aqui na…” É o que gostaria de dizer aos gêmeos, porem tenho medo de lhes causar tristezas, vai que essas pessoas gostam de se sentirem “especiais” desta maneira, ser e parecer! Quem não gosta de se sentir especial por algo?

Particularmente prefiro as diferenças, elas dão cores ao mundo, como seria desagradável seres todos uniformes, também incrível os olhos que descem ao detalhes quando notam um ser que lhes despertam atenção para uma simples forma de admirar algo belo, e não na questão de quebrar o padrão. Porque nesse segundo olhar, por mais que seja pequeno, o preconceito se instaura e podemos ver o exemplo da Naomi Campbell onde a mídia não quis saber se era um problema capilar ou não a sua careca, o centro da notícias giravam sobre as palavras, descuido, horroroso. Por simplesmente estar fora do padrão de beleza exigido das desventuradas modelos, que perdem sua real beleza para a ascensão de produtos.

A moda, a princípio, é bela ao trazer novas ideias de como se vestir ou como se comportar e etc. Porém, quando ela dita e obriga a seguir uma tendência, ela traz aquilo que é totalmente o contrário do que ela deveria passar.

Igualdade é uma palavra que não existe no dicionário da realidade dos seres humanos, alguém pode ter características que assemelha-o a outro alguém? A só é igual A, como no princípio de identidade.

Igualdade é bom? Para mim apenas jurídica/social no sentido de cidadania (Para que só enxerga o dinheiro, não). Então, do momento que isso ferir a particularidade, e o ato da escolha, sinto um esmaecer vital do indivíduo e da sociedade, assim como imposição de uniforme para o ensino fundamental e ensino médio, matando a pluralidade. Talvez até seja um treino para ela passar o resto da vida com um uniforme do trabalho. Ou no caso da burca, que é uma coisa muito mais complexa e abordada no artigo a proibição do uso da burca na França sob a ótica dos direitos humanos fundamentais: proteção da dignidade humana ou imposição de um imperialismo cultural?

Quanto a termos intelectuais, é necessário dizer que há regras que não se pode simplesmente exclui-las, achando que é apenas um questão de elegância intelectual como a retorica, querer burlar a logica por simplesmente não ser compreendida é ser ignorante ou agir com malicia.

Neste ponto chegamos as doutrinações do indivíduos, principalmente na vida escolar e na vida religiosa (só de citar tá de bom tamanho) vemos claramente sua manifestação. A imagem abaixo nem precisa ser explicada.

escola-pensamento-quadrado-ensino

É só chegar em um universidade federal para ver que os professores largam as tesouras e passam a usar réguas. (Mesmo eles não querendo isso)

É por isso que uma nova geração de educadores, inspirados pela internet, psicologia evolutiva, neurociência e inteligência artificial está inventando novas formas radicais para as crianças aprenderem, crescerem e prosperarem. Para eles, o conhecimento não é uma mercadoria entregue de professor para aluno, mas algo que emerge da própria exploração movida a curiosidade dos alunos. Professores devem fornecer instruções, e não respostas, e então se afastarem para que os alunos possam ensinar a si mesmos e uns aos outros.

Descrito no artigo, Como um método de ensino radical pode criar muitos gênios de Natasha Romanzoti.

Por fim, peço que os Marujos reflitam sobre o que está envolta de sua vida, se algo te doutrina ou impõe regras que matam sua vitalidade, porque nunca é tarde para mudar o curso de nossas vidas. Só aqueles que enfrentam o medo causado pelos gigantescos fantasmas conseguem realmente ter uma vida melhor.

Anúncios